Austrália, Comendo e bebendo, Dicas, Experiencia, Miami, NYC, São Paulo

Viagem – Como fazer amigos em uma cidade nova (ou velha, mesmo) my style

Já me vi morando sozinha em 5 cidades diferentes, 3 países, sem amigos,  e com work peers que não eram nem remotamente amigáveis pra cogitar um almoço de sexta-feira (talvez porque nunca fui convidada) e até me faziam fingir fazer hora extra pra não ter que encontrar com eles no elevador na saída. Nessas, e em outras horas, me pegava pensando em coisas como

“será que se eu colocar no Tinder procurando por mulheres e homens e escrever na bio não quero nem mulheres nem homens, quero amigos alguém vai entender a mensagem como eu espero que ela seja entendida?”

 

E essas 5 experiencias me fizeram entender que a melhor forma de fazer amigos é offline, já que amizade é extremamente sensorial: (olfato) o amigo aqui precisa cheirar bem, e quando eu digo bem não quero dizer morango com champagne, pelo contrário; (tato) de preferencia ele vai ser uma pessoa que gosta de abraçar e não se importa com o afeto sem filtros que eu adquiro mais rápido do que o considerado educado; (audição) é ideal que ele não seja um imbecil; (paladar) tem que ter um gosto pra gastronomia tão refinado quanto o meu (risos) e não falar frases como “vamos pedir um pra dividir?”; (visão) tem que vir no formato de uma pessoa ou de um cachorro.

E essas experiencias também me ensinaram que a internet tem muito a contribuir com esses relacionamentos de amizade semi arranjados. Fiz uma lista de 5 sites que já usei em algumas ocasiões pra conseguir perguntar “vamos ser amigos?” sem (quase) precisar falar essa frase.

1. Eat With

O EatWith é um site pra comer. Se eu fosse a leitora desse blog, essa informação já bastaria.

Ao entrar no EatWith voce busca por uma cidade e o site mostra os anfitriões e cozinheiros que oferecem jantares naquele lugar pra diversas pessoas. Dentro de cada perfil tem a descrição do local e da pessoa, bem como da cozinha e um descritivo do cardápio de comidas e bebidas, e limite de pessoas. É possível ver as fotos das comidas, do lugar, do anfitrião e de jantares passados, e reservar um lugar pelo próprio site. Quando não tem nenhum jantar sendo ofertado, voce pode entrar na waiting list de algum anfitrião. Torce só pra não cair no Jantar Secreto do Raphael Montes, no mais, não tem erro.

2. Meetup

Esse cara não é nenhuma novidade. Se voce ainda não conhece, o Meetup é um site com grupos de encontros e afinidades. Voce cria um perfil e busca por localização e assuntos de seu interesse. Pode ser desde “Meetup para expatriados que falam ingles” a “mulheres acima de sessenta que bordam e discutem bdsm”.

Tem cidades que ele oferece uma gama incrível de Meetups (como Melbourne, por exemplo), mas tem lugares que talvez ele não tenha tanto ibope e acabe sendo um pouco restrito. Mas pelo menos um grupo de hackaton voce vai encontrar. Não que eu ache que alguem que frequente hackaton leia esse blog. Não que eu ache que alguem leia esse blog.

3. Sofar Sounds

O Sofar Sounds é um evento criado em 2010 que acontece mundialmente e que une pessoas, bandas locais e um lugar secreto. A quantidade de pessoas na platéia não constuma ser muito grande, então os ingressos precisam ser garantidos um pouco cedo dependendo da cidade.

4. Creative Mornings

O Creative Mornings é um café da manhã para criativos, ou pessoas que querem ser, sem custos e que acontece globalmente também. Cada mes um tema global é decidido e praticado localmente com diversos palestrantes e o apoio de várias empresas que ajudam a colocar o evento em prática. Esse é um evento bem especial pra conhecer pessoas, já que todo mundo que está ali vai ao evento justamente pra isso, e pra trocar contatos, sair da zona de conforto, e absorver coisas novas. Provavelmente a melhor resposta pra ‘como fazer amigos em qualquer lugar’.

 

About the author

Related Posts

2 Comments

  • Armando julho 5, 2017 at 2:20 pm

    Cara, sim! A minha dica Number one seria pergunte! Nos dias de hoje e na correria do dia a dia vc simplesmente esquece de perguntar, genuinamente interessado, como a outra pessoa está. Como está o trabalho. O que ela pensa sobre determinado filme é sobre determinada viagem. No geral as pessoas adoram se sentir ouvidas, então nada melhor do que permitir que elas falem e aprender o que elas tem de comum e de diferente com vc. Nessa “busca” sempre aparecem umas amizades mara no caminho

    Reply
    • Maria Fernanda Lima julho 5, 2017 at 2:22 pm

      Que comentário maravilhoso. Não poderia concordar mais. A maioria das pessoas estão sempre em busca de conexões verdadeiras, e perguntar é um bom jeito de começar.

      Reply

Leave a Reply

Deixe uma resposta